Publicado na CompliancePME em 2 de janeiro de 2024

Retrospectiva do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS) traz os principais acontecimentos do polo, que é referência nacional em iniciativas sustentáveis do Sistema Sebrae, em 2023. Localizado em Cuiabá, anexo à sede do Sebrae/MT (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso), o CSS desenvolveu conteúdos direcionados aos pequenos negócios e ainda conduziu uma pesquisa inédita de alcance nacional, voltada a práticas sustentáveis, também marcou presença no evento global – COP-28, e disseminou conhecimentos em todo o Brasil, por meio de seminários e oficinas alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) e aos critérios ESG (sigla em inglês que significa ambiental, social e governança).

O diretor Técnico do Sebrae/MT, André Schelini, enfatiza os avanços significativos do CSS em 2023 que, segundo ele fortaleceu a consolidação do centro como um ponto de captação e disseminação de boas práticas, tendências e informações, e ainda como um agente central na promoção e adoção dessas práticas sustentáveis na gestão dos pequenos negócios.

“O progresso deste ano validou não somente a sua importância dentro do Sistema Sebrae, mas também o estabeleceu como um guia para as ações de cada Sebrae estadual e para o sistema como um todo. Estivemos mais presentes não apenas pelo Sebrae Nacional, mas também diretamente dentro das empresas. Este ano, o Centro Sebrae de Sustentabilidade esteve mais próximo aos pequenos negócios, implantando a metodologia ESG desenvolvida pelo Sebrae Mato Grosso. Além de democratizar o acesso a essas práticas de gestão sustentável, essa metodologia também tem o poder de conscientizar as empresas sobre seu papel no ecossistema em que operam, seja em bairros, municípios ou até mesmo no âmbito estadual”, reforçou o diretor.

Destaques do ano

Uma das maiores conquistas do ano foi a pesquisa sobre o ‘Engajamento dos Pequenos Negócios Brasileiros às práticas ESG’. Os dados, coletados de uma amostragem de 3.623 empreendedores, destacaram a importância conhecimento teórico sobre o tema para impulsionar a implementação de práticas, revelando que mesmo gestores pouco familiarizados com o conceito ESG (81%), um terço deles já se sentiram pressionados a incorporar práticas da agenda.

O CSS também foi palco do ‘3º Integra Ditec’, que reuniu Diretores Técnicos do Sistema Sebrae pela primeira vez em Mato Grosso. O encontro promoveu debates sobre a cultura analítica, competitividade, sustentabilidade, estratégia de atuação e desenvolvimento territorial. O presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE), Jonas Alves, a Superintendente, Lélia Brun e o diretor Técnico do Sebrae Mato Grosso, André Schelini, recepcionou os convidados de 18 estados.

Sob a gestão do Sebrae Mato Grosso, o CSS foi uma das iniciativas apresentadas durante a 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-28, realizada em Dubai. A delegação mato-grossense mostrou o Centro Sebrae de Sustentabilidade como disseminador de conhecimentos de inovação e sustentabilidade engajado no propósito de facilitar a inclusão dos pequenos negócios na nova economia.

“Na COP-28 apresentamos o CSS em um painel sobre sustentabilidade, onde mostramos toda expertise e experiência do Centro, e, também apresentamos outros projetos como o Etnoturismo e o Pró-Pantanal, voltados ao desenvolvimento econômico de territórios de forma sustentável e ecológica”, falou o diretor.

CSS em números

Ao longo do ano, o Centro Sebrae de Sustentabilidade produziu conteúdos para introduzir o conceito de sustentabilidade às micro e pequenas empresas, estimulando a introdução de práticas sustentáveis. Essas ações buscaram aumentar a produtividade, a inovação e o valor agregado dos produtos e serviços, promovendo a competitividade de maneira sustentável.

Em 2023, o CSS criou uma série de cinco cartilhas sobre ‘Economia Sustentável’, abordando temas como Economia Circular, Economia Regenerativa, Economia de Baixo Carbono e Bioeconomia. Na plataforma do YouTube, publicou uma série sobre ‘Bioeconomia e sua aplicação nos Biomas Brasileiros’. Também elaborou um relatório sobre ‘Oportunidades e Desafios do Pagamento por Serviços Ambientais no Bioma Pantanal’, além da pesquisa sobre o engajamento com ESG. E ainda criou duas videoaulas voltadas ao micro e pequeno Empreendedor.

O CSS é uma fonte rica de conceitos sustentáveis que fornece detalhes sobre a arquitetura e engenharia pensada para manter o solo e a vegetação natural, além de preservar os biomas locais do Pantanal, Cerrado e Amazônico no paisagismo e ainda utiliza da própria natureza para o controle biológico, com a presença de galinhas da Angola para conter alguns tipos de insetos e pragas.

Ao todo, neste ano, 2.099 pessoas, entre empresários, estudantes e a comunidade em geral, puderam contemplar e conhecer o laboratório vivo durante as 80 visitas técnicas realizadas no local.

“Neste ano tivemos bons resultados na agenda de sustentabilidade do Sebrae Mato Grosso, a exemplo da gestão de resíduos, conseguimos passar de 56% para quase 90% de destinação correta dos resíduos e também promovemos a compensação de carbono em diversos eventos e ações realizadas, a exemplo da Feira do Empreendedor”, disse Schelini.

CSS nos estados

O Centro Sebrae de Sustentabilidade expandiu sua influência por todo o país, promovendo conhecimento por meio de metodologias criadas para impulsionar o desenvolvimento sustentável. Foram sete oficinas sobre ODS, cinco formações em Sustentabilidade, quatro cursos sobre Compostagem, Gestão Sustentável, Resíduos Sólidos, ESG e Bioeconomia e cerca de 30 palestras, painéis e mediações realizadas em 18 estados, do Norte ao Sul do Brasil, incluindo o Distrito Federal.

Inclusive, a notável atuação do CSS inspirou a criação do Sebrae Ecos, inaugurado durante o Conecta ESG, em Salvador, com o propósito de ser um centro de insights e consultoria Sebrae Bahia, voltado aos pequenos negócios que buscam reduzir os impactos ambientais e acelerar a jornada de sustentabilidade.

O árduo trabalho de Gestão Sustentável realizado pela equipe do CSS resultou no novo percentual de ‘Rumo ao Lixo Zero’, atingindo 85% de desvio de aterro. Nas agências do Sebrae Mato Grosso em Cáceres, Tangará da Serra, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde e Primavera do Leste, também foi implementada a Gestão Sustentável, visando a contribuição com a sustentabilidade e preservação ambiental local.

Publicada originalmente na Gazeta Digital