Publicado na CompliancePME em 27 de setembro de 2022

A ESPN demitiu hoje (23) o comentarista Fábio Sormani, que fazia parte do elenco fixo do programa diário “F90”. O UOL apurou que a decisão foi tomada após denúncia de homofobia para a área de compliance (que cuida do cumprimento de regras e normas de conduta) da empresa.

Segundo apuração da reportagem, uma piada de teor homofóbico foi feita em um banheiro dentro da empresa, com testemunhas. O funcionário a que foi dita a frase fez uma reclamação formal e, após análise do caso, a área de compliance classificou o ato como homofobia.

Relacionadas
Fábio Sormani foi procurado pela reportagem algumas vezes, mas preferiu não se manifestar no momento. A matéria será atualizada em caso de pronunciamento do comentarista.

A assessoria da ESPN enviou a seguinte nota: “O jornalista Fábio Sormani deixa de fazer parte do time de comentaristas dos canais de esporte da Disney. Agradecemos por todo seu empenho e desejamos sucesso à sua nova etapa profissional.”

Sormani era comentarista do programa “F90”, que vai ao ar no início das tardes de segunda a sexta. Ele já não esteve na atração de hoje (23). Contratado pelo Fox Sports em 2013, foi um dos nomes mantidos na migração para a ESPN, a partir de 2021.

Sormani esteve ao vivo no “F90” de ontem. Entre outros assuntos, analisou a volta do Cruzeiro à Série A. Além de ser comentarista na televisão, ele assinava um blog no site da ESPN. A última publicação na página foi na quarta-feira, em que revelou problemas com pagamentos de direitos de imagem no Santos.

O jornalista tem mais de 40 anos de carreira. Ele tem passagens por Folha da Tarde e Folha de S.Paulo, além da revista Placar. Na televisão, trabalhou em Record, SBT, Sportv e Bandeirantes. O veterano também já colaborou com o portal iG e teve experiências nas rádios Bandeirantes, Record e Jovem Pan.

Na última quarta-feira (21), Felippe Facincani também foi desligado da ESPN por problemas internos.

 

Publicada originalmente no UOL