Publicado na CompliancePME em 14 de janeiro de 2021

Com a pandemia, o número de startups atuantes no setor da saúde cresceu. No último ano, a Associação Brasileira de Startups apontou uma média de 396 novas empresas no segmento, incluindo pequenas e médias.

Para estar presente nesse mercado, além de expertise, é necessário que o empresário tenha um olhar atento as novas adequações, fundamentais para estar em conformidade com as gigantes. Especializada em compliance, a advogada Nathalia Göpfert, explica que para manter um padrão de qualidade e estar de acordo com o próprio programa de compliance, grandes companhias exigem que o pequeno fornecedor também possua um plano implementado. “Um grande benefício que um efetivo programa de compliance pode trazer para uma PMEs é aumento da sua rede de possíveis clientes e, consequentemente, o aumento dos negócios e faturamento”. Para ela, ter um programa de compliance coloca a empresa em vantagem quando falamos sobre ser escolhido como um fornecedor.

Mas não é apenas no quesito “oportunidade” que o compliance soma a pequenas e médias empresas. A advogada aborda um ponto muito importante e fundamental dessa adequação: as práticas anticorrupção. “A implementação de controles internos, papel de um programa de compliance, é sem dúvida uma possibilidade de reduzir custos e minimizar fraudes internas”, pontua.

Pensando nesse nicho, que em 2021, a plataforma CompliancePME irá promover o 1º Congresso de Compliance para Pequenas e Médias Empresas, destinado pequenos e médios empresários, consultores de compliance, compliance officers, profissionais de compliance que lidam com a cadeia de fornecedores, alunos de graduação e profissionais em transição de carreira para a área do compliance. Os inscritos no evento poderão participar de mesas sobre Compliance para PME, Compliance para Startups, Compliance Trabalhista, ESG para PMEs, LGPD, Canal de Denúncias , e Investigações Internas, Análise de Riscos, Compliance no Terceiro Setor, Treinamentos, Due Dilligence, Compliance na Cadeia de Fornecedores, Inclusão e Diversidade e Licitações. Cada uma das mesas será formada por um mediador e até dois palestrantes. A duração das mesas é de até 90 minutos cada.

As inscrições são feitas online pelo site: https://bit.ly/3bzfBmE. Através do endereço, é possível escolher os tipos de participação: de R$ 97, com direito aos 5 dias de Congresso, ou de R$ 197, com direito aos 5 dias ao vivo, mais 30 dias de acesso remoto.

Publicada originalmente no Portal Fator Brasil